terça-feira, 22 de julho de 2014

O silêncio da chuva

Falam demais os dias de julho
Entre as melodias das lembranças
E tuas ausências em bocas alheias
E teus cabelos que se vê pelas ruas
E tetos divididos com a dúvida
- e dívidas e dádivas
Os murmúrios da chuva falam demais
São versos sonolentos, encharcados de sonhos

Onde teu nome é silencio e saudade.

Um comentário:

  1. "Onde teu nome é silêncio e saudade"
    Ventos ocultos de julho...

    ResponderExcluir